Bem-vindo à Embaixada de Portugal em Bucareste

 

Sem Título

 

 Distantes pela geografia,

 unidos por interesses

 e objetivos comuns.

 

 

 

 

 

 

Prancheta 1 100

Mais notícias Notícias

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de duas (2) Bolsas de Investigação para
Doutoramento, ao abrigo do Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT (RBI) e do Estatuto
do Bolseiro de Investigação (EBI).


As bolsas serão financiadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) ao abrigo do
Protocolo de Colaboração celebrado entre o Instituto Diplomático nas áreas seguintes científicas: História, História Diplomática, Ciência Política e Relações Internacionais.

 

O concurso está aberto entre 15 de janeiro de 2023 e as 23h59 (hora de Lisboa) de 15 de março
de 2023.


As candidaturas e os documentos de suporte à candidatura previstos no presente Aviso de
Abertura do Concurso deverão ser obrigatoriamente submetidos por email para dab@mne.pt,
com o assunto “Candidatura BID FCT – IDI/MNE 2023”.


Pedidos de esclarecimento relativos a este concurso deverão ser dirigidos por email para
dab@mne.pt com o assunto “Esclarecimento BID FCT – IDI/MNE 2023” ou no seguinte link: 

 

https://idi.mne.gov.pt/images/pdf/concursos/Aviso_de_Abertura_MNE_IDI_FCT_Final_03.pdf 

Assinalamos hoje o 78.º aniversário da libertação do campo de Auschwitz-Birkenau, lugar onde foram cometidas as piores atrocidades do sistema concentracionário nazi.

O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto é uma ocasião para recordar um capítulo nefasto do maior ato de brutalidade da história moderna e as vítimas dos crimes contra a humanidade e dos horrores infligidos pelo regime nazi: os judeus, os ciganos, outras minorias étnicas ou religiosas, os homossexuais, as pessoas com deficiência, as pessoas com condições mentais, os opositores políticos e os intelectuais.

Embora não tenhamos respostas para explicar o inexplicável, nem estejamos na posse de vocabulário que qualifique o Holocausto, é imperativo não deixarmos de fazer perguntas sobre esse período infame da história da humanidade, de nos inquietarmos com a sua ruína e de o perpetuarmos na memória coletiva.

Unimos a nossa voz a todos quanto se pautam pelo respeito, promoção e proteção dos direitos humanos, que combatem a discriminação racial, incluindo o antissemitismo, o anticiganismo, e a homofobia. Estamos lado a lado com aqueles que fazem soar alto os valores da tolerância, dignidade da pessoa humana, liberdade e a igualdade, que constituem a essência da nossa Constituição.

Lembramos igualmente os exemplos de coragem, altruísmo e solidariedade de não-judeus que se colocaram em perigo para salvar judeus da barbárie nazi durante a Segunda Guerra Mundial, incluindo os diplomatas portugueses Aristides de Sousa Mendes, Carlos Sampaio Garrido e Alberto Lis-Teixeira Branquinho, eternizados em espaço próprio no Ministério dos Negócios Estrangeiros, bem como José Brito Mendes e Joaquim Carreira.

O heroísmo destes salvadores inspira a luta contemporânea contra todas as formas de discriminação, racismo e xenofobia, bem como a realização do direito à liberdade de religião ou crença, prioridades absolutas de Portugal.

No plano interno destaca-se a adoção do «Plano Nacional de Combate ao Racismo e à Discriminação 2021-2025 - Portugal contra o racismo», que tem como objetivo a promoção da igualdade, o combate ao racismo e à discriminação racial, incluindo o antissemitismo, e contam-se várias iniciativas emblemáticas em torno da memória do Holocausto, como o «Programa Nunca Esquecer».

Portugal é membro de pleno direito da Aliança Internacional para a Memória do Holocausto (IHRA), comprometendo-se com o reforço da promoção da educação, investigação e memória sobre o Holocausto.

No plano externo a nossa ação é guiada pela universalidade, indivisibilidade e interdependência dos direitos humanos, que se reforçam mutuamente. A promoção e proteção dos direitos humanos é uma parte central e consistente da nossa ação na esfera bilateral e multilateral.

Num mundo cada vez mais confrontado com desafios prementes como a propagação do radicalismo ou da desinformação, devemos defender uma ordem global sustentada pelos princípios da paz, cooperação, diálogo e respeito pelos direitos humanos.

A propagação do ódio contra os judeus, particularmente online, é uma tendência em franco crescimento, que impõe a necessidade de uma resposta firme da comunidade internacional no combate ao antissemitismo.

Portugal associa-se a todos os esforços de combate a todas as formas de racismo, antissemitismo, xenofobia e homofobia, assim como o reforço da promoção da educação, investigação e memória sobre o Holocausto.

Para contribuir para este desiderato, a área governativa da Educação está a finalizar negociações com o Memorial do Holocausto Yad Vashem para um memorando que irá reforçar a promoção e o estudo dos direitos humanos, particularmente na preservação da memória do Holocausto, no quadro da Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania e do Perfil do Aluno, documentos referencia no sistema educativo português. A formação de docentes constitui o eixo central do memorando, fazendo parte da estratégia desenvolvida pelo Ministério da Educação em parceria com entidades nacionais e internacionais com reconhecida relevância.

Evocar o passado, prevenir o futuro.

#HolocaustRemembranceDay

#Portugal4HumanRights

Contactos

Str. Paris 55
011815 Bucureşti

0040 21 230 41 36 (Chancelaria)
0040 21 230 41 18 (Secção Consular)
0040 21 315 37 73 (AICEP)
bucareste@mne.pt (Chancelaria)
sconsular.bucareste@mne.pt (Secção Consular)
aicep.bucarest@portugalglobal.pt (AICEP)
Facebook 

Mais informação

Ligações úteis

 Telemóvel mensagens WhatsApp 1cons viajantes

 

 GEC Vermelho

Logo Fala Portugues

 

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Turismo de Portugal

Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

Logotipo AICEP - Portugal Global

gaid_mini.png

Ocean conference 2020 P

 

Presidência da República Portuguesa 

portugal brasao 2

 

 images

sugestao.png